Cidade COMEÇOU O CENSO AGRO 2017

11/10/2017 às 13:37

Autor: Amaury Danats

Há 10 anos, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE, fez o levantamento populacional com o Censo Agropecuário 2007. Agora, uma década depois, começa mais uma edição do censo agropecuário em todo o território nacional, onde, 19 mil recenseadores estarão espalhados por mais de 5 milhões de propriedades. Os resultados irão definir as políticas públicas e estratégias privadas do setor na próxima década.

Principal e mais completo levantamento de dados sobre a produção agropecuária, florestal e agrícola brasileira, a pesquisa pretende investigar informações em cerca de 5,3 milhões de estabelecimentos agropecuários em todos os municípios brasileiros, levantando informações sobre agricultura, extração vegetal, silvicultura, criação de animais de grande, médio e pequeno porte, aquicultura, criação de abelhas, criação de bicho-da-seda, beneficiamento e transformação de produtos agropecuários.

Serão coletados dados, através de preenchimento de questionário eletrônico, sobre o total de estabelecimentos e o que produzem; utilização de pessoal e mão de obra; caracterização do produtor; distribuição e uso de terras, entre outros dados do setor, referidos ao período de 1º de Outubro de 2016 a 30 de Setembro de 2017 para Brasil, Grandes Regiões, Unidades da Federação, Mesorregiões, Microrregiões, e Municípios.

Para a realização da pesquisa, está prevista a contratação temporária de mais de 26 mil pessoas dentre Analistas Censitários, Agentes Censitários e Recenseadores, através de processos seletivos simplificados.

A divulgação de resultados preliminares está prevista para 2018 sobre quantidade e área total dos estabelecimentos agropecuários, utilização das terras, tratores, pessoal ocupado, efetivos da pecuária e produção animal, para todo o Brasil, Grandes Regiões e Unidades da Federação.

Quantos vivem no campo, como vivem e o que produzem são algumas das questões que estão sendo levantadas no novo censo, que deve traçar um perfil detalhado da atividade rural no Brasil.

“O último censo agro foi em 2007,  Já faz 10 anos e de lá pra cá, muita coisa mudou no meio agropecuário brasileiro, é um setor muito dinâmico, incorporou muitas tecnologias, muitas inovações. E o censo agropecuário vai trazer esse retrato atual”, explica Natália da Silva Rosa, Agente Regional em Mirassol D’Oeste.

 

O IBGE fixou um Posto de Coleta na Sub-Área em Mirassol D’Oeste, no Centro Comunitário Jesus de Nazaré, espaço físico cedido gentilmente numa parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável, na pessoa do Secretário José Ferreira Soares e pelo Padre José Maria, Pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida.

Aqui no município, treze pessoas estão envolvidas diretamente neste Censo Agro 2017. Natália da Silva Rosa, engenheira florestal, ocupa função de Agente Regional, seguida de um agente municipal, quatro supervisores e sete recenseadores, onde a princípio estão fazendo visitas nas comunidades Rancho Alegre, Santa Maria e Jabuti.

Os dados da pesquisa só serão conhecidos no ano que vem, mas uma tendência já se pode notar em situações em que antes você tinha um único produtor em um determinado terreno hoje você tem vários produtores e aí cada produtor é um estabelecimento agropecuário e cada estabelecimento uma entrevista diferente.

Os dados estão sendo gerados pelo Sistema de Informação e Gerenciamento do IBGE, em uma área de abrangência que corresponde os município de Porto Esperidião, Glória D’Oeste, São José dos Quatro Marcos e Mirassol D’Oeste.      

Enquete

O que você está achando do novo portal da Prefeitura ?
Ver resultados
Copyright©2015-Todos os direitos reservados
Prefeitura Municipal de Mirassol D'Oeste - MT
Desenvolvimento:
www.mpxbrasil.com.br

webmail

Acesse seu aqui o seu e-mail através do Webmail.